::.. CARNAVAL 1995 - G.R.C.B. VOVÓ BOLÃO................................
FICHA TÉCNICA
Data:  26/02/1995
Ordem de entrada:  6
Enredo:  Os Mistérios do Egito
Carnavalesco:  não consta
Grupo:  BLOCOS - Acesso
Classificação:  5º
Pontuação Total:  106,0
Nº de Componentes:  não consta
Nº de Alegorias :  ,
Nº de Alas :  não consta
Presidente:  não consta
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  não consta
Intérprete:  não consta
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  não consta
Porta-bandeira:  não consta
SAMBA-DE-ENREDO

UNIDOS DE VILA MARIA
COMPOSITORES: PUVA/ GALO

 

SAUDADES OH!, QUANTA SAUDADE

SAUDADE EU SINTO TAMBÉM VOU DEIXAR

VOA, VOA, PASSA O TEMPO

MINHA VOVÓ VOCÊ VAI AMAR

 

VIAJANDO, CRUZANDO PELOS MARES

ANTIGOS POVOS DE CULTURA MILENAR

VEM DO ORIENTE SUA FÉ, RELIGIÃO

SABEDORIA DE UMA CIVILIZAÇÃO

 

DEUS, SOL PODEROSO E ETERNAMENTE

DO ORIENTE É O GRANDE FARAÓ

MISTERIOSO INDUZIA ESSA GENTE

PARA O EGITO ESSE REINO GLORIOSO

 

VEM NOSSO IRMÃO

SEMEAR ESTA SEMENTE

EM CADA CEDRO

UMA NAÇÃO HÁ DE ENCONTRAR

 

COM O PROGRESSO E A COLONIZAÇÃO

DA NATUREZA A EXPORTAÇÃO.

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autor: Davi Tadeu N. dos Santos

 

Reverenciamos este tema, à Deus da Justiça, Deus do Amor, à um Deus maior. O Faraó detinha o poder máximo, sendo que nesse período sua autoridade atinge o auge. Era considerado o Juiz Supremo, o próprio Hórus, Deus filho de Rá. Sua presença era imprescindível até para ordenar que o Nilo enchesse e esvaziasse, de acordo com a crença geral. Durante todo o Antigo Império, os egípcios viveram em um isolamente quase total das outras civilizações próximas. Desta forma eles se desenvolveram ao longo da faixa do Rio Nilo desde 5000 a.C. e quando os reinos do Alto e do Baixo Egito se unificaram em 3200 a.C., já possuíam imponente civilização. Eram os egípcios um povo camitico vindo da Ásia com os Félas, brancos além dos hamitas de traços finos, olhos e cabelos negros e lisos de tonalidade escura.

Vinte e seis dinastias de igual importância reinaram no Egito desde a unificação em 3400 a.C. até 525 a.C. ano em que, devido a conquista Persa, perderia sua independência. O Antigo Império começou com o Faraó Menés (3400 a.C.), residente em Tinis. Deslocou-se depois a dinastia para Mênfis, perto da raiz do delta, na vizinhança do atual Cairo, aproximadamente no ano 2500 a.C. Os monarcas reinaram por grande área enriquecendo do atual Líbano traziam a madeira provinda do cedro; do Monte Sinai o cobre; exportavam por mar e por caravanas objetos manufaturados.

Os Faraós mais célebres, os da IV Dinastia, foram os construtores das pirâmides: Queóps, Quéfren e Miquerinos. Eram estas pirâmides colossais monumentos com mais de 146 metros de altura, construídos com finalidades astronômicas e geográficas (Pela observação da estrela Sirius, os egípcios marcavam o início das enchentes do Rio Nilo). Eram também túmulos de faraós. Próximo às pirâmides achava-se Esfinge, monstro de pedra com corpo de leão e cabeça humana. Daí possivelmente a designação de Egito dada à região: provém da palavra grega "Aligyptus" e do latim "Angiptu". Segundo a mitologia grega, Egito era filho de Belos, que reinou sobre países africanos. Seu irmão Danaos ficou com a Líbia, o Egito e com a Arábia, mas este, por iniciativa própria, conquistou o país dos melâmpodes ("dos homens de pés negros"), designando-o com seu próprio nome.

Os antigos egípcios designavam o seu país na época dos faraós como "Ra - K - Phtat", ou seja, "País da morada do Ptá" significa, segundo interpretação geográfica, "país ou terra da morada de Rá (Sol)", em outras palavras "país do Sol", "Terra da Iluminação", ou ainda "Terra do Calor", e num sentido mais amplo: "país ou região equatorial, ou mesmo "país tropical". A seguir, o país foi dominado pela Assíria para, finalmente, cair sob o poder de Alexandre o Grande da Macedônia, em 332 a.C.

Seguiu-se a dinastia dos Ptolomeus, que pôde manter o Império bem forte durante mais de dois séculos até que, com a ascensão do Império Romano, tornou-se o Egito província romana sob Júlio César e Marco Antônio.

A partir de 639 a.C., a conquista árabe veio se efetivar, pouco depois da morte do profeta Maomé, tornando-se o grande centro da cultura do mundo islâmico, seguindo de perto o desenvolvimento político do Iaiá por mais de mil e duzentos anos. Califas e sultões árabes governaram o Egito até 1250 quando soldados aos árabes, passaram a adquirir supremacia, assumindo controle direto por mais duzentos e cinqüenta anos.

A República Árabe Unida, conhecida até fevereiro de 1958 sob a denominação de Egito, é o berço da antiga civilização conhecida na face da Terra.

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE G.R.C.B. VOVÓ BOLÃO
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados