::.. CARNAVAL 1998 - S.R.C.S.E.B.F.S. BARROCA ZONA SUL................................
FICHA TÉCNICA
Data:  não consta
Ordem de entrada:  não consta
Enredo:  Ibirapuera, a Felicidade se Disfarçou de Parque
Carnavalesco:  não consta
Grupo:  1
Classificação:  4º
Pontuação Total:  289,5
Nº de Componentes:  não consta
Nº de Alegorias :  ,
Nº de Alas :  não consta
Presidente:  Geraldo Sampaio Neto (Borjão)
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  Mestre Bagulé
Intérprete:  não consta
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  não consta
Porta-bandeira:  não consta
SAMBA-DE-ENREDO

SAMBA ENREDO 1998
Compositores: Naio Denay/ Loirinho/ Marcinho Zona Sul

 

Vem, vem, meu amor

Hoje a Barroca vai deixar saudade

Vem nessa que eu vou

Te dar um banho de felicidade!

 

Da paulicéia, cartão postal

Beleza natural foi terra de tupi

Divina criação onde o amor, imperou!

Quem semeou Foi Manequinho

O sonho então virou realidade

No quarto centenário da cidade

São Paulo ganhou ôô

A mais bela paisagem

 

Verde que te quero verde

Rosa que te quero rosa

É minha escola tão bela

Tem jardins, tamborins

sacudindo a passarela!

 

Palco de eventos colossais

Monumentos geniais

da cultura e do prazer

Lugar preferido do esportista

da família e do artista

Pro descanso é um prazer

Não importa a classe social

A natureza nos sorri em alto astral

 

O parque é de todos

É festa do povo

Ibirapuera é carnaval!

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autor:

 

APRESENTAÇÃO

A partir do próximo Carnaval, a Escola de Samba Barroca Zona Sul pretende focalizar em seus enredos a cidade de São Paulo, com seus pontos mais atraentes, suas histórias e seus personagens.

Para começar, foi escolhido o Parque do Ibirapuera como tema do enredo para o Carnaval de 98, por ser este, talvez, o grande cartão postal de São Paulo, além de ser o lugar que mais se identifica com a própria cidade, pois reúne num mesmo local pessoas de todas as classes sociais, vindas dos mais diferentes pontos em busca de lazer, esporte, cultura e confraternização.

Sendo assim, a Barroca pretende contar no Sambódromo a história do Parque, desde sua origem até os dias de hoje, destacando sua importância para a cidade, pois além de lazer, esporte e cultura, o Parque do Ibirapuera é uma das poucas áreas verdes existentes em São Paulo

SINOPSE

Um dos principais locais de cultura e lazer da cidade de São Paulo é o Parque do Ibirapuera, onde igualmente como outros parques no mundo se tornou símbolo da cidade.

Sua história começa desde a origem do nome que é proveniente da língua Tupi, seus primeiros moradores e freqüentadores, Ybi-ra-oera significa árvore antiga ou velha. Com a colonização da cidade esta área se tornou pastagens para boiadas que vinham do interior para o Matadouro Municipal e para animais que puxavam os carros do Corpo de Bombeiros.

Contam os mais antigos que por estas áreas passaram os Bandeirantes em suas jornadas em busca de tesouros e que no final tanto colaborou para a colonização e expansão do Brasil.

Esta área que até então era destinada à pastagens foi em 1906 passada pelo Estado para a administração da Prefeitura, é neste momento que surge o nome desse funcionário da Prefeitura, Manoel Lopes de Oliveira (o Manequinho), um apaixonado por nossa flora, decide criar um viveiro de plantas estendendo o cultivo através da área demarcada. A sua maior preocupação era evitar a deterioração do terreno com a formação de favelas, este gesto assegurou a posse efetiva da terra para a Prefeitura e tornnou possível o primeiro vislumbre do futuro parque. A terra vazia viu brotar por toda a parte eucaliptos australianos, flamboyants e magnólias. Estava criado com isso o Viveiro Manequinho Lopes, sendo que de suas sementes, muito mais nasceu...

Com os festejos do IV Centenário da Cidade de São Paulo, a administração pública resolveu presentear a cidade com a criação do Parque Ibirapuera. Para isso foi contratado os serviços dos melhores profissionais do país como o do arquiteto Oscar Niemeyer e do Paisagista Burle Marx, para projetar o parque que deveria seguir os padrões de outros parques de famosas cidades do mundo, que tem como objetivo a prática de esporte, lazer e cultura.

Ao longo dos anos o Parque foi equipado com diversos monumentos, museus, centros de exposições, palácios e feiras. Destacam-se o Monumento às Bandeiras, o Obelisco, o Monumento à Pedro Álvares Cabral, entre outros.

Em pouco tempo o Parque foi complementado por projetos como o Museu de Arte Moderna, Museu de Arte Contemporânea e a Fundação da Bienal; multiplicaram os palácios (o dos Estados, o das Nações, o das Indústrias, o das Exportações). Inaugurou-se o Museu do Folclore, Museu da Aviação, o Planetário, o Pavilhão Japonês, o Ginásio de Esportes; o local cresceu e ganhou vida, movimento, público, exposições, feiras, congressos e concertos de música.

De tantos sonhos, tantos projetos, tanto empenho concentrado, tudo cresceu de combinação de jardim público, centro esportivo, ponto de encontro para conversas e namoros, atração turística, palco para shows, playground e cultura. Talvez por isso mesmo, todos que o freqüentam sabem que a magia e os segredos deste pequeno pedaço do paraíso só se revela com a convivência aqui no Ibirapuera, pois a felicidade se disfarçou de parque e mora aqui no coração da Cidade de São Paulo.

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE S.R.C.S.E.B.F.S. BARROCA ZONA SUL
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados