::.. CARNAVAL 1998 - GRÊMIO GAVIÕES DA FIEL TORCIDA................................
FICHA TÉCNICA
Data:  21/02/1998
Ordem de entrada:  10
Enredo:  Corinthians... Meu Mundo é Você!
Carnavalesco:  Roberto Szaniecki
Grupo:  Especial
Classificação:  5º
Pontuação Total:  289,0
Nº de Componentes:  não consta
Nº de Alegorias :  ,
Nº de Alas :  28
Presidente:  Douglas Deungaro
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  não consta
Intérprete:  Ernesto Teixeira
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  Michel
Porta-bandeira:  Ildely
SAMBA-DE-ENREDO
VERSÃO ESTÚDIO

GAVIÕES DA FIEL

COMPOSITORES: ALEMÃO DO CAVACO/ JOSÉ RIFAI/ ERNESTO TEIXEIRA

 

Explode galera

De gol em gol

Meu time é campeão

Na bola com raça

É o coro da massa

Tô maluco, Gavião

 

Quando por aqui chegou

Seu nome encantou

Contagiou os quatro cantos do país

 

O lampião clareou

Um grande amor floresceu

Realizando este sonho tão feliz

 

E assim nasceu

Um sentimento nobre de fidelidade

Emoção que irradia

Na vitória ou na adversidade

Bandeiras alvinegras tremulando

A nação se alastrando

Jamais esquecerei

 

Corinthians! A razão do meu viver

Com ou sem minha camisa

O meu mundo é você

 

Me beija, me abraça, vem meu amor

Eu quero essa taça, eu tô que tô!

Sou gavião, carnaval e alegria

Balança povo com a nossa bateria.

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autor: Roberto Szaniecki

 

Mágico foi o ano de 1910! O cometa Halley rasgava os céus do país encantando a todos, e nos campos, um impressionante "team de football" bretão encantava o Brasil com sua performance extraordinária. Único time de futebol da história a ser condecorado pelos soberanos ingleses com um brasão é homenageado pela Banda Marcial Inglesa como heróis em sua volta à pátria, o time formado por estudantes de Oxford e Cambridge, tornou-se um fenômeno mais radiante que o próprio cometa.

O futebol era um esporte de elite, e muito poucos tinham poder aquisitivo para freqüentar os estádios. Principalmente nos bairros mais pobres como era o caso do Bom Retiro. Nele, havia o Cinematógrapho Radium, que lotou naquela noite de 1910, ao mostrar em sua sessão as peripécias do time bretão em sua passagem por São Paulo. Foi lá, naquele Cinematógrapho popular, freqüentado por imigrantes italianos e espanhóis, que os cinco (5) rapazes operários que a tempos sonhavam formar um time em suas reuniões aos pés dos lampiões a gás, tomaram a decisão: fundariam um time de futebol naquele bairro de operários, em sua maioria trabalhadores da Ferrovia São Paulo Railway. Esse time, sonhavam eles, se tornaria imbatível e, em homenagem ao time inglês, chamaram-no "Sport Club Corinthians Paulista".

Formado o clube, surgiram seus símbolos. O primeiro distintivo não poderia ser mais simples: apenas um C e um P bordados no lado esquerdo do peito, um pouco que sobrepostos, quase formando as linhas de um coração. Outras inovações foram surgindo através dos anos e lembrando os bandeirantes que desbravaram o Estado, introduziu-se a Bandeira de São Paulo no escudo. Mas é ao adquirir sua sede às margens do Rio Tietê que o Sport Club Corinthians Paulista descobriu o prazer das regatas e em seu distintivo surgiram os remos, a ancora e a bóia estilizada.

Um outro símbolo corinthiano é o que associa a imagem dos jogadores aos mosqueteiros. Uma das versões para este fato conta que, em seu primeiro jogo internacional o time paulista foi comparado por um cronista esportivo a um time de onze mosqueteiros por sua atuação em campo. Obedecendo ao lema dos personagens de Alexandre Dumas, "Um por Todos e Todos por Um", o esquadrão corinthiano arrasou o time adversário numa disputa memorável. Nascia assim mais um símbolo do time, um sinônimo para corinthiano: forte, audacioso, valente, leal, enfim... Mosqueteiro.

Um grande time tem sua história contada através de fatos, símbolos, lutas, vitórias e também através de seus mitos e grandes nomes, de homens de fibra que o fundaram, que por ele jogaram, que o fizeram crescer. No caso de um time como o Corinthians cuja riqueza histórica é infinita, essa história talvez deva ser contada por simbolismos como o Gol da Vitória, ou ser lembrado pela característica  diversidade de seus Esportes Olímpicos, ou pelas datas das conquistas mais importantes, que o fizeram ser conhecido como o Campeão dos Centenários.

Além disso, não podemos esquecer que um dos fatores para existência da força de um time está na figura de sua torcida. No que diz respeito ao Corinthians, foi durante o período mais difícil, quando atravessava as piores vicissitudes que um time poderia suportar, quando a vitória parecia ter lhe dado as costas, que o Timão mais recebeu o apoio de sua torcida que por tudo isso mereceu o título de Fiel. Foi após um desentendimento com um dos chamados "Cartolas", que integrantes da torcida Fiel reuniram-se magoados, indignados e sentindo o coração partido por mais uma vez ver seu time derrotado, resolveram formar uma força independente, um "Corinthians Alado", tomando como símbolo um pássaro forte, inteligente e audaz; nascia assim os Gaviões da Fiel Torcida para acompanhar o time aonde quer que ele fosse.

Os Gaviões alçavam vôos cada vez mais distantes levando seus integrantes através dos Estados onde o Timão se apresentava. "Invadiram" o Recife, a Bahia; tiveram sua mais impressionante invasão no Rio de Janeiro, foram a Porto Alegre, isso para citar apenas alguns dos Estados onde eles estiveram. É através dos jogos do Corinthians pelo país que os integrantes dos Gaviões conhecem os quatro cantos do Brasil.

Mas os Gaviões da Fiel não se limitou a ser apenas uma torcida de futebol. Tornou-se Bloco Carnavalesco e atingiu a incrível marca de doze (12) campeonatos dos treze (13) que disputou, cantando, entre outros temas, as glórias de seu time. Ao passar de Bloco à Escola de Samba, galgou passo a passo seu lugar entre as grandes escolas e com o enredo "Coisa Boa é Para Sempre", sagrou-se campeã.

Nascida durante uma tormenta, os Gaviões da Fiel Torcida veio, viu e venceu. Junta-se mais uma vez em uníssono para contar a história de seu time, sua fundação, seus símbolos, seus mitos, sua torcida, enfim, a síntese de seus sentimentos: "Corinthians... Meu Mundo é Você".

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE GRÊMIO GAVIÕES DA FIEL TORCIDA
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados