::.. CARNAVAL 1998 - G.R.C.E.S. FLOR DA ZONA SUL................................
FICHA TÉCNICA
Data:  22/02/1998
Ordem de entrada:  4
Enredo:  Sonho Lindo
Carnavalesco:  não consta
Grupo:  3 - Sul
Classificação:  4º
Pontuação Total:  80,5
Nº de Componentes:  não consta
Nº de Alegorias :  ,
Nº de Alas :  não consta
Presidente:  não consta
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  não consta
Intérprete:  não consta
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  não consta
Porta-bandeira:  não consta
SAMBA-DE-ENREDO

UNIDOS DE VILA MARIA
COMPOSITORES: SÔNIA GALVÃO/ MIGUEL

 

QUE SONHO LINDO

PRA SE VIVER

QUE A FLOR DA ZONA SUL

TRAZ DE PRESENTE PRA VOCÊ

 

RETRATANDO O DIA A DIA

NUM BAILADO MULTICOR

AI MEU DEUS QUE BOM SERIA

TER O PÃO DE CADA DIA

SEM VIOLÊNCIA E DISCRIMINAÇÃO

ADORMECER NOS BRAÇOS DA ILUSÃO

ACREDITAR NUM MUNDO NOVO

DAR ASAS À IMAGINAÇÃO

 

VOU VIAJAR NO CARROSSEL

DE FELICIDADE

DIZIA A BOLA DE CRISTAL

O MEU DESTINO SERÁ VERDADE

 

SURGE UM FUTURO ILUMINADO

MATO A SEDE EM ÁGUAS CRISTALINAS

CRIANÇAS A BRINCAR

ENTRE FLORES E FADAS MADRINHAS

QUE MARAVILHA A ALEGRIA É GERAL

NESTE REINO ENCANTADO

EU FAÇO A FESTA NESTE CARNAVAL.

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autora: Fátima Freitas

 

Nesta vida de cidade grande onde a luta pela sobrevivência não está para brincadeira, uma correria sem fim, para gente humilde, como nós, é pior ainda. Ás vezes trabalhando até vinte horas por dia, para poder conseguir alguma coisa melhor para a gente e nossa família, ainda pensando neste mundo violento em todas as partes, que bom seria se não houvesse guerras, nem armas atômicas, nem miséria, que o negro e o branco fossem irmãos se não existisse o ódio: mas sim mais habitação para o povo, diversão e lazer, amor e alegria, que o índio tenha a sua terra, chegando em minha residência o cansaço me faz adormecer e então sonho. Mundo da imaginação.

Numa estrada longa e linda me sinto menino, feliz sem ódio, rancores, temores; chego no infinito sempre sumido. Sol forte, lindos pássaros, mato minha sede numa fonte de águas cristalina, e encontro vários ciganos em festa.

Sou apresentada à fada do destino, que me diz olhando na bola de cristal que meu destino está no reino do baralho. Olho ao redor e vejo o realejo a tocar lindas de crianças e de ninar, continuo a caminhar, estou no reino das flores: margarida, rosas de todas as cores, mal-me-quer, crisântemos, em cortejo sem igual, vou caminhando sem parar, corcéis alados, lindas moças e crianças brincando felizes; chego ao reino da fada madrinha, fitas coloridas.

Continuo a caminhar, vejo a mensagem dos zodíacos, estou no reino do futuro, só crianças. Que maravilha, todas a brincar de roda, amarelinha, pela corda, etc.

Mais à frente encontro uma escola de samba com todos os elementos e personagens. Bola de cristal corcéis alados, margaridas, mal e bem-me-queres, ciganos, gaiolas de ouro, pássaros de prata, baralhos com reis e rainhas, realejo por todo o reino. Baianas, passista, comissão de frente, destaques, bateria, alegorias, fantasias, ritmistas, alas, a passarela com aquela multidão toda engalanada, aplaudindo; som, microfones, luzes, compositores, surdos, reco-reco, tamborins.

Meu sonho chega ao fim, e acordo com a esperança de que o futuro reserve boas novas, principalmente para as crianças que não são o amanhã dessa nação. Transporto todo este sonho, em forma de enredo para a Escola de Samba Flor da Zona Sul.

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE G.R.C.E.S. FLOR DA ZONA SUL
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados