::.. CARNAVAL 1998 - G.R.C.E.S. TRADIÇÃO DA ZONA LESTE................................
FICHA TÉCNICA
Data:  22/02/1998
Ordem de entrada:  7
Enredo:  Brasil Exportação (É Preciso Acreditar)
Carnavalesco:  não consta
Grupo:  3 - Leste
Classificação:  1º
Pontuação Total:  100,5
Nº de Componentes:  não consta
Nº de Alegorias :  ,
Nº de Alas :  não consta
Presidente:  não consta
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  não consta
Intérprete:  não consta
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  não consta
Porta-bandeira:  não consta
SAMBA-DE-ENREDO

UNIDOS DE VILA MARIA
COMPOSITORES: BIRO/ CARECA/ SAPO/ CALÓFA/ BISPO

 

LÁ VAI MEU BRASIL, SUBINDO A LADEIRA

SIMBORA POVÃO, SACODE A POEIRA

LÁ VEM TRADIÇÃO COM ESSE TEMA LEGAL

BRASIL EXPORTAÇÃO NO CARNAVAL

 

MADRE IN BRASIL PELO MUNDO INTEIRO

É PRODUTO TROPICAL ECONOMIA, ORGULHO BRASILEIRO

HÁ MUITO TEMPO NA ERA COLONIAL

O BRASIL JÁ EXPORTAVA

DA CANA DE AÇÚCAR, MADEIRA E O CACAU

 

TEM SERINGUEIRA, TEM PETRÓLEO, TEM CARVÃO

É OURO, O CAFÉ, É O COURO E ALGODÃO

É A SOJA, A LARANJA, O CARRO, NAVIO, O AVIÃO

VAI EXPORTANDO MERCADORIA PRA QUALQUER NAÇÃO

 

EXPORTA BRASIL PARA O MUNDO INTEIRO

TUDO QUE É BOM DO RICO SOLO BRASILEIRO

 

E ASSIM, O PAÍS CHEGAR LÁ

ACREDITANDO NUM FUTURO PROMISSOR

NA AGRICULTURA E INDÚSTRIA NACIONAL

INVESTINDO A CADA DIA

PRA AUMENTAR SEU CAPITAL

 

E O FUTEBOL DE CRAQUE EXPORTAÇÃO

BRASIL NA COPA

SALVE A NOSSA SELEÇÃO.

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autor: José Aparecido Silva (Biro)

 

A G.R.C.E.S. Tradição da Zona Leste com suas cores azul, branco e preto traz para o Carnaval 98 o tema enredo "Brasil Exportação" (É Preciso Acreditar). Na verdade a Escola pretende fazer uma alusão aos produtos brasileiros que são produzidos aqui desde a era colonial até os dias de hoje e são exportados para o estrangeiro e, com isto mostrar que o Brasil tem um potencial muito forte e que é preciso acreditar em si próprio para poder alcançar um futuro ainda melhor.

ENREDO

Descoberto em 22 de abril de 1500 pelos portugueses, podemos dizer que o Brasil ainda é um país novo e que tem muito para crescer.

Este país tropical situado na América do Sul é tido por muitos como o pulmão do Planeta Terra, pois é dono de um solo fértil e rico em quase todos os aspectos, e se bem explorado certamente poderia sustentar o mundo.

Podemos dizer também que a exportação é ponto fundamental para um país que deseja alcançar um nível maior, ou seja, ser considerado de 1º mundo.

Para haver uma melhora em nossa economia é necessário que o país exporte mais e importe menos, neste caso é preciso também que os nossos governantes olhem mais para nossa agricultura e industrias nacionais, investindo e dando-lhes melhores condições.

Na era colonial quando ainda era dependente de Portugal, o Brasil já tinha sua economia em alta, pois eram muitos os produtos que exportava para o estrangeiro, o pau-brasil foi o primeiro grande produto de algum valor comercial que os portugueses sabiam existir por aqui, era uma espécie de vegetal da qual se extraía uma tinta muito empregada em tinturaria: O serviço de corte dessa madeira era executado por índios e sua exploração como todas as atividades comerciais ultramarinas de Portugal era considerada monopólio do Rei, mais tarde vinha o ciclo do açúcar: economia baseada em lavoura canavieira. O Brasil já no final do século XVI e até meados do século XVII se transformou no maior produtor e exportador mundial desse produto; podemos dizer que ainda hoje o Brasil ainda é um grande comercializador de açúcar.

O ouro também faz parte de nossa economia: desde o descobrimento e a partir da localização das grandes minas nas colônias espanholas da América os colonizadores do Brasil sonhavam com o dia em que encontrassem metais preciosos.

Muitas expedições foram realizadas e muitos perderam suas vidas na tentativa de tornar realidade o seu sonho. Os Bandeirantes também contribuíram em muito para a descoberta do nosso ouro, isso se deu no final do século XVII.

Por outro lado, ainda hoje são muitos os garimpeiros que trabalham procurando achar o metal precioso em garimpos e minas como por exemplo Serra Pelada e outras mais, existentes pelo país.

Outro produto fantástico é o café: este produto foi introduzido no Brasil em 1.727, mas sua produção só adquiriu importância a partir do século XIX, com a decadência da produção de ouro para qual estavam.

O carvão de lenha também é um produto exportado para alguns países desde a era colonial.

Já em matéria de grãos o Brasil exporta arroz, feijão, soja, etc. Sendo que a soja subiu elevadamente seu índice de exportação nas últimas décadas.

O cacau também nativo da América foi durante o período colonial a maior fonte de riqueza da Amazônia, a exportação brasileira de cacau cresceu principalmente a partir de 1.880.

Outro produto que exportamos é a borracha: fornecida pela seringueira embora há muito tempo utilizada pelos índios para fazer calçados, mantos, bolas plásticas, etc., a borracha teve a sua primeira utilização industrial em 1.770 quando começou a ser empregada para apagar traços de lápis, no entanto foi a partir de 1.890 paralelamente ao aumento da produção de automóveis que a borracha se tornou uma das principais matérias-primas industriais.

O algodão desde a era colonial até os dias de hoje sempre foi um produto de grande comercialização, tendo os países da Europa como grandes importadores, o nosso algodão passou por períodos difíceis, principalmente perdendo campo para os Estados Unidos, mas podemos dizer que também houve períodos de crescimento, chegando a bater o café na balança comercial.

Além desses produtos de maior aceitação no mercado exterior, o Brasil também desde seus primórdios até a era atual.

Sempre obteve sucesso em sua produção e exportação, tais como couros, que sempre foi exportado em grande quantidade , a carne seca, chamada de charque, que no século XIX alcançou também um índice muito bom em nossa econômica, o tabaco que no começo da colonização era negociado com a África em troca de escravos e na época atual é exportado para vários países do mundo.

A indústria têxtil também sempre contribuiu para nossa economia exportando tecidos e madeiras de construção civil e naval.

Frutas tropicais como laranja, abacaxi, banana e outras são exportadas há muito tempo, tendo a Alemanha e Japão como nossos grandes compradores.

Mate e outras especiarias são produtos exportados desde o descobrimento do Brasil, muito embora em menor escala.

No século XX surgiu a indústria de base no Brasil que teve seu início em 1946 quando começou a funcionar a Companhia Siderúrgica Nacional de Volta Redonda.

Nesse ano começaram a ser produzidas no Brasil barras de ferro, folhas de flandres, e chapas de aço, necessárias ao funcionamento de outras indústrias que desde então, começaram a se expandir como as indústrias de ferramentas, pregos, parafusos, utensílios de cozinha, latas, motores, automóveis, aviões, navios, etc., dando um crescente ainda maior para nossa economia através de suas exportações.

A indústria automobilística teve início no Brasil na década de 1.950, quando começou a produção de carros para passageiros, caminhões e ônibus. Na década de 1.960 foi iniciada a fabricação de tratores e mesmo essas indústrias sendo multinacionais o Brasil têm seu lucro garantido em veículos que são fabricados aqui e exportados lá pra fora.

O petróleo também é um produto exportação com a criação da PETROBRAS (Petróleo Brasileiro Sociedade Anônima), no segundo Governo de Getúlio Vargas estabeleceu-se o monopólio estatal sobre a exploração do petróleo em território nacional.

Com o avanço de nossa tecnologia, empresas aéreas e navais, também começaram a exportar aviões e navios, tendo marinha e aeronáutica brasileira ao seu lado.

Podemos dizer que até no futebol, esporte alegre e contagiante, o Brasil se tornou um grande exportador, pois seus clubes lapidam jogadores ainda jovens e vendem seus passes para o exterior por valores altíssimos.

Os tradings também tem o seu valor reconhecido na área de exportação brasileira, pois são essas pessoas que cuidam da venda de nossos produtos para o exterior, até poderíamos denominá-los de vendedores de produtos exportação.

A marinha mercantil e a aeronáutica também merecem um grande respaldo na área de exportação, mesmo porque são eles que cuidam da saída desses produtos que vão para fora, ou seja que são exportados para o exterior.

Por sua vez esses produtos recebem um rótulo ou uma marca (Made in Brazil), que indica que sua procedência é brasileira.

E assim o Brasil vai caminhando devagar, como se fosse alguém que vai subindo uma ladeira, que as vezes tropeça e cai, levanta, sacode a poeira e continua a caminhar até chegar no seu objetivo que é o topo.

Com o povo humilde, pacífico e batalhador que tem, só falta acreditar em seu potencial que o Brasil vai chegar onde deseja.

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE G.R.C.E.S. TRADIÇÃO DA ZONA LESTE
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados