::.. CARNAVAL 1995 - G.R.C.E.S. PRIMEIRA DO ITAIM PAULISTA................................
FICHA TÉCNICA
Data:  27/02/1995
Ordem de entrada:  2
Enredo:  A Magia da Lua
Carnavalesco:  não consta
Grupo:  Especial de Bairros
Classificação:  11º
Pontuação Total:  243,0
Nº de Componentes:  não consta
Nº de Alegorias :  ,
Nº de Alas :  não consta
Presidente:  não consta
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  não consta
Intérprete:  não consta
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  não consta
Porta-bandeira:  não consta
SAMBA-DE-ENREDO
VERSÃO ESTÚDIO

UNIDOS DE VILA MARIA
COMPOSITORES: MAURINHO DA MAZZEI/ MILTON DO CAVACO/ SOBRINHO/ ZÉ ROBERTO/ JOÃO DO MASSU

 

OH QUANTOS MISTÉRIOS

MAGIA E SEDUÇÃO

SUA BELEZA IRRADIA

E NOS ENVOLVE COM O SEU CLARÃO

LUA MINGUANTE SE FAZ CRESCENTE

LUA NOVA VIROU LUA CHEIA

REGENDO

A VIDA DA GENTE

CLAREIA MEU LUAR CLAREIA

 

EU CONSULTEI O ZODÍACO

E ELE JÁ ME MOSTROU

VOU SER FELIZ NO AMOR

 

DEUSA JACI

O PROTETOR DA NATUREZA É BOITATÁ

LUA CHEIA

PRECES E OFERENDAS PRA RUDÁ

OS NAMORADOS SE ENCONTRAVAM

PRA SE AMAR

 

LINDOS VERSOS E POESIAS

NASCIAM SOB O BRILHO DO LUAR

 

LÁ NO CÉU

A LUA BRILHA

COM SEU ENCANTO E ASSIM

FAZ CLAREAR A PASSARELA

ILUMINANDO A PRIMEIRA DO ITAIM.

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autor: Anderson Paulino

 

A existência e a influência da pérola do céu, "a Lua" é tratada como tema pela nossa escola, que trás em verso e prosa os seus encantos.

Descrever a Lua não é apenas mostrar suas características e seus estudos científicos, mas também todo o seu folclore, magia e os encantos de atrair pessoas.

A mensagem final é mostrar que a Lua jamais foi conquistada como um objeto, pois ela sempre nos pertenceu. E o amor é o melhor caminho dessa conquista.

Partindo daí, vamos enluarar nosso enredo...

A Lua é o satélite natural que circula a Terra e causa várias transformações visuais. Ela parece mudar de formato à medida que gira em torno do nosso planeta. Essas formas são as fases da Lua, minguante, nova, crescente e cheia.

A Lua completa sua volta em torno da Terra por vinte e nove dias. Isso serviu como medida de tempo para algumas civilizações durante muitos séculos.

O lado oposto da Lua não pode ser visto, já que ela não tem movimento de rotação e o lado visível apresenta algumas manchas escuras que os povos distinguem de variadas formas - um ancião com um punhado de bengala, uma menina com um balde d'água na cabeça e outras. A mais popular é a imagem de São Jorge, diziam que o Santo morava na Lua.

Os eclipses da Lua ocorrem também com o encontro da Terra e o Sol que de variadas formas acontece o desaparecimento parcial ou total da Lua.

Nas marés ela também exerce influência - Quem já viveu ou visitou o litoral sabe que em certas horas do dia a água vai ficando mais alta do que em outras. Sabe-se que existe as marés alta e baixa e sua mudança não ocorre subitamente. Se trata de um processo de atração da Terra com a Lua e vice-versa que evita que ela saia de órbita de nosso planeta.

Manancial de inúmeras lendas, aos poucos a Lua foi perdendo o seu mistério, mas por todos os milênios de vida humana a Lua sempre teve um símbolo muito forte.

Muitos povos a receberam como Deusa. Entre eles os egípcios como Íris (Quila Mulher do Sol nas civilizações Inco), Artemis na Grécia, Diana em Roma sendo Deusa da pureza e da fertilidade, e também Ain, os Islâmicos, Neame (Suecos).

Os estudos científicos da humanidade ela se destacou na astrologia entre os povos árabes, chineses, egípcios, gregos e outros. O signo regente da Lua e o signo de câncer identificado na mulher, na fertilidade, etc.

Nas crenças das pescarias, na colheita a Lua também está presente.

Influenciou também nos estudos astronômicos com marca maior entre os gregos. Desses muitas descobertas foram feitas.

No folclore insiste em contemplá-la como peça principal das lúdicas estórias que giram em torno de seu misticismo e mistério. Entre eles as bruxas, lobisomem e outros.

No Brasil, Jaci era a Deusa entre os índios e é ela quem ilumina as matas, cachoeiras e cascatas.

De Jaci descendem, Matinta Pereira (pequena coruja amazônica, que goza da faculdade de se transformar em gente e pintar o sete).

Boitatá era primitivamente, visto como Deus protetor contra os incendiários e também Urutani que defendiam as donzelas da sedução.

E de Rudá ou Peruda, mito que não se popularizou no folclore brasileiro descendem Cairé e Catiti que são respectivamente a Lua Cheia e a Lua Nova, no qual os índios faziam preces de amor.

E NA FÉ...

Lua Cheia no candomblé da Bahia é pura magia e sedução. Os tambores tocam mais forte. Flores pra Iemanjá salve Ogum.

Com toda sua maioria a Lua é sem dúvida a sedutora dos corações apaixonados e desiludidos.

Toda poesia por sua inspiração.

Sua imagem se reflete como um espelho aos nossos olhos de que ama e sofre pela perda.

Lua cheia no céu protege todas as pessoas que caminham pelo mundo das noitadas. E é companheira dos embriagados e boêmios.

Os namorados se amam à luz da Lua.

Como se vê a conquista em seu chão muito pouco modifica o amor e a fé pela Lua.

E a Primeira do Itaim Paulista em Lua de Mel com a comunidade viaja até a Lua, e entre as estrelas clareia essa linda noite de carnaval.

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE G.R.C.E.S. PRIMEIRA DO ITAIM PAULISTA
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados