::.. CARNAVAL 1998 - G.R.E.S. PRIMEIRA LÁ DE CASA................................
FICHA TÉCNICA
Data:  22/02/1998
Ordem de entrada:  1
Enredo:  A Constituição da Mandioca
Carnavalesco:  não consta
Grupo:  3 - Sul
Classificação:  Desclassificada
Pontuação Total:  - - -
Nº de Componentes:  não consta
Nº de Alegorias :  ,
Nº de Alas :  não consta
Presidente:  não consta
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  não consta
Intérprete:  não consta
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  não consta
Porta-bandeira:  não consta
SAMBA-DE-ENREDO

UNIDOS DE VILA MARIA
COMPOSITOR: GRINGO

 

AH EU TÔ MALUCO

TÔ QUE TÔ

CHEIO DE FELICIDADE

FREI CANECA VEM

MOSTRAR TODA A REALIDADE

 

DESTA TERRA, DESTA TERRA

E DA PRIMEIRA AO CANTAR

O AZUL E BRANCO NA AVENIDA

NESTA TERRA TROPICAL

FRUTO DE LUTA E CORAGEM

PROVANDO ASSIM

A LUTA DOS ESCRAVOS

PELA LIBERTAÇÃO

COM SORRISO E ESPERANÇA

O NEGRO SEMEANDO AMOR

SEGUE TRABALHANDO

CONSTRUINDO A PAZ DA NAÇÃO

 

NA AVENIDA O FOLCLORE POPULAR

TRAZ AS SUAS TRADIÇÕES

O FREVO DE GUARDA-CHUVA

DO BUMBA MEU BOI

DA QUADRILHA AO LUAR

 

DOM PEDRO II E SUA FILHA

PRINCESA ISABEL

SEU NOME FICOU GUARDADO

NO MUSEU IMPERIAL

RELEMBRAMOS O PASSADO

COM ALEGRIA NESTE CARNAVAL.

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autores: Bruno B. Gaigbrer e Gringo

 

Na Assembléia reunida no Rio de Janeiro nos fins de 1822, predominaram os representantes do partido brasileiro que, agrupavam, os grandes senhores das terras de escravos.

A Assembléia elaborou um projeto da "Constituição da Mandioca" assim chamada porque, por ela só poderia votar quem, possuísse uma renda equivalente à 150 alqueires de mandioca.

Desta forma apenas uns poucos homens livres votariam.

Um outro traço da nova constituição eram, xenofobia que levou uma série de emigrações, de estrangeiros, principalmente os portugueses, que eram vistos como ameaça à independência.

Tais lemidações foram violentamente rejeitadas por Dom Pedro.

Na Constituição Dom Pedro, também não aceitou a força que era dada à Assembléia Geral (Senado e Câmara dos Deputados) diminuindo o poder do Imperador, na noite de 12 de novembro de 1823, a chamada noite da agonia, tropas imperiais fecharam a Assembléia, o Imperador mandou fazer uma carta constitucional de acordo com suas idéias. Publicando em março de 1824.

A nova carta constitucional, estabelecia 4 poderes:

Judiciário, responsável pelo comprimento da Lei. Legislativo a quem cabia fazer as leis em janeiro de 1825, tornando-se o grande mártir da revolução e uma espécie. Desta forma reforçava-se consideravelmente o poder do Imperador e do Governador Central do Rio de Janeiro. Pela Constituição de Dom Pedro I a situação dos escravos, piorava um pouco, o negro alforriado poderia ser escravo novamente se caso seus ex-donos assim desejassem. As atitudes abolicionistas de D. Pedro I, despertaram forte oposição, da parte dos brasileiros e de várias províncias. Em Pernambuco eclodiu uma revolução, conta o Governo do Rio de Janeiro quando D. Pedro, os confederados exigiram a convocação de uma nova Assembléia Constituinte, e que as províncias tivessem maior autonomia.

Participaram da Revolução grande número de latifundiários, mas também elementos das camadas médias e pobres, um dos principais líderes do movimento, Frei Caneca tinha esse apelido porque quando criança, vendia canecas nas ruas de Recife, Cipriano Barata um dos idealizadores do movimento é preso antes do seu início, chamado médico dos pobres.

Para combater o movimento, Dom Pedro obteve empréstimo da Inglaterra e contratou mercenários ingleses.

Em novembro forças do Imperador venciam algumas batalhas e ocupavam Recife, saqueando e realizando outras violências contra a população.

No interior de Pernambuco e depois no Ceará as lutas continuavam, mas os os revolucionários terminaram vencidos. Seguiram-se violentas punições contra os participantes do movimento. Alguns dos quais foram executados.

Frei Caneca foi fuzilado. De Santo para o povo.

Em 1928 parecia que o governo autoritário de D. Pedro teria vida longa. Mas esta visão logo se revelaria um engano.

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE G.R.E.S. PRIMEIRA LÁ DE CASA
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados