::.. CARNAVAL 1998 - G.R.E.S. IMPERATRIZ SÃO DOMINGUENSE................................
FICHA TÉCNICA
Data:  22/02/1998
Ordem de entrada:  2
Enredo:  Um Gênio Chamado Pixinguinha
Carnavalesco:  não consta
Grupo:  3 - Oeste
Classificação:  7º
Pontuação Total:  25,0
Nº de Componentes:  não consta
Nº de Alegorias :  ,
Nº de Alas :  não consta
Presidente:  não consta
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  não consta
Intérprete:  não consta
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  não consta
Porta-bandeira:  não consta
SAMBA-DE-ENREDO

UNIDOS DE VILA MARIA
COMPOSITOR: BRASMERALDO

 

É GINGA, É BALANÇO

É BOM SER FELIZ

COM PIXINGUINHA NA IMPERATRIZ

 

MAS É NESSA QUE EU VOU

VOU BRINCAR TIN-TIN

ALFREDO ROCHA VIANA FILHO Ô Ô Ô Ô

VINDO LÁ DA PIEDADE FRUTO DO SUBÚRBIO CARIOCA

VEM DO CAVACO SEU INÍCIO MUSICAL

AO SOM DA FLAUTA O TRAÇAR DO SEU DESTINO

 

APELIDANDO NA LINGUAGEM DA VOVÓ

PIZINDIM O BOM MENINO

 

TEM, TEM

TEM MESTRE DONGA, TEM TIA CIATA

DONA DA CASA ONDE O ONZE VIROU PRAÇA

 

OH! CINE

OH! CINE

O REDUTO DOS BATUTAS

CRIANDO FAMAS INTERNACIONAIS

RADAMÉS GUINATALLI E CHICO MIGNORE

ARI BARROSO E VINÍCIUS DE MORAES

SÃO POETAS ESCRITORES ANCESTRAIS

PIXINGUINHA É CARINHOSO CENTENÁRIO DE IMORTAIS

 

A PIXINGUINHA TIM-TIM

AOS IMORTAIS TIM-TIM

SÃO DOMINGUENSE VEM ENCANTA SIM.

 

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autores: Rejane Cristina e Ivo de Lima

 

O músico Alfredo da Rocha Viana Filho, o Pixinguinha, nasceu em 23/04/1897 na Rua Gomes Serpa, na Piedade, subúrbio de Rio de Janeiro, foi apelidado pela avó de pizindíu, que em língua africana, que dizer "bom menino" desde cedo, o menino ligou-se a música por intermédio do pai. Aos nove anos já tocava cavaquinho, logo depois passou a tocar flauta, e aos doze anos estreou como profissional no Teatro Rio Branco, em 1909. O menino de apelido estranho compunha desde cedo, sua primeira música chamava-se lata de leite, com 17 anos grava seu primeiro disco, com a música São João de Baixo D'Água composição de Irineu de Almeida, um tango. Nesta época, Pixinguinha já escrevia seus arranjos, passando então a tocar em teatros, cinemas e circos e a compor mais e mais, instrumentista genial, Pixinguinha tocava também flauta.

Polca polonesa, modinhas, choros, maxixes e valsas, tinha entre seus maiores admiradores, Ernesto Nazareth, um mestre do choro, além de Tia Ciata, Donga, João de Barro, da baiana e muitos outros, nos anos 20 formou um grupo composto por jovens talentosos como eles, os oito batutas.

Excursionou pelo exterior e fez estrondoso sucesso na Argentina, França e outros países da Europa. Durante as execuções, foi recebido como um dos maiores músicos daquela época em suas apresentações, sucessos hoje imortais foram tocados e abismados ouviram Carinhoso, Evocação nostálgica ao lar, a rosa, entre tantos outros.

Pixinguinha gravou dois discos no exterior, pela gravadora americana Columbia, a mesma de outro grande admirador seu - Luis Armstrong. O músico Pixinguinha com a sua genialidade influenciou grandes artistas brasileiros, alguns como Braguinha, que mais tarde compôs a letra de Carinhoso, Ari Barroso, Radamés Cnatalli, Francisco Mignone, Vinícius de Morais e uma enormidade de nomes.

Pixinguinha morreu de forma bastante peculiar, durante um batizado do filho de um amigo no qual o padrinho era o próprio Pixinguinha, occorrido na Igreja de Nossa Senhora a 17 de fevereiro de 1973, início do carnaval.

Neste ano de 1998, o Brasil comemora 101 anos de nascimento do grande mestre, o maior músico brasileiro de todos os tempos. Pixinguinha, o Alfredo da Costa Viana Filho, foi uma espécie de embaixador da música popular brasileira, assim como Luis Armstrong e Duke Elligton o foram para a música americana.

Junto com seu parceiro Donga, participaram do carnaval de 1914 e também da formação do grupo Caxangá. Este grupo permaneceu tocando no carnaval carioca até 1919. Pixinguinha e Donga eram freqüentadores da lendária casa da Tia Ciata, na Praça Onze, endereço importantíssimo para o nascimento do samba. Foi numa das noitadas musicais na casa dessa tia baiana que foi composto coletivamente o samba Pelo Telefone, que acabou entrando para a história como o primeiro samba registrado.

Na primeira década deste século, os cinemas cariocas costumavam contratar músicos para se apresentarem em sua sala de espera. O gerente do Cine Palas, no centro do Rio, já conhecendo o mestre por tê-lo visto tocar com o Grupo Caxangá, convidou-o para se apresentar na sala de espera do seu cinema, mas ele queria uma orquestra menor, então Pixinguinha e Donga acabaram escolhendo oito integrantes do Grupo Caxangá, que foi logo rebatizado pelo gerente de Oito Batutas. Os instrumentos tocados pela banda eram flauta, bandolim, cavaquinho, três violões e pandeiro. O seu repertório era formado por maxixes, canções sertanejas, batuques e cateretês. Este gerente cometia uma ousadia para os padrões da época, a maioria dos integrantes da banda eram negros e a música que eles tocavam eram inadequadas aos ouvidos da aristocracia freqüente do Cine, mesmo assim, o número de descontentes era pequeno, se não como explicar que eles foram convidados para se apresentar para os Reis da Bélgica, que estavam de passagem pelo Brasil, e como explicar que pessoas como Rui Barbosa e Arnaldo Guinle tenham passado a ir ao cinema só para ouvi-los.

O patriarca dos Guinle chegaria mesmo a financiar as apresentações dos Oito Batutas dentro e fora do Brasil, portanto, os Oito Batutas colecionavam mais admiradores do que inimigos. A banda se apresentou no Sherazade de Paris em 1922, justamente no ano em que o modernismo tomou de assalto os nossos arraiais e os tenentes tomaram o Forte Copacabana. Pois bem, eles ficariam apaixonados pelo Jazz que ouviram lá, fato que motivou a compra de um saxofone por Pixinguinha, porém, essa paixão jazzística vai ser criticada por jornalistas da época, que acusavam o compositor de estar sendo influenciado pela música norte americana, inclusive em sua famosa composição Carinhoso.

O Grupo Oito Batutas foi o primeiro a excursionar fora do país e mostrar lá fora nossa musica, foi também o primeiro a mesclar influências externas com o que havia de mais regional se antecipando em muito às diretrizes do que hoje se chama MPB. Foi ainda o grupo mais atrevido da época - formados por negros mostrava a força da musicalidade de um povo.

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE G.R.E.S. IMPERATRIZ SÃO DOMINGUENSE
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados