::.. CARNAVAL 1995 - A.C.S.E.S. MOCIDADE CAMISA VERDE E BRANCO................................
FICHA TÉCNICA
Data:  25/02/1995
Ordem de entrada:  3
Enredo:  Do Palco ao Asfalto, "O Resumo da Ópera"
Carnavalesco:  não consta
Grupo:  Especial
Classificação:  3º
Pontuação Total:  288,0
Nº de Componentes:  3000
Nº de Alegorias :  não consta
Nº de Alas :  não consta
Presidente:  Magali dos Santos
Diretor de Carnaval:  não consta
Diretoria de Harmonia:  não consta
Mestre de Bateria:  Mestre Neno
Intérprete:  Birinha, Queixinho, Cogumelo e Doca
Coreógrafo da Comissão de Frente:  não consta
Rainha de Bateria:  não consta
Mestre-Sala:  Gabi
Porta-bandeira:  Vivi
SAMBA-DE-ENREDO
VERSÃO ESTÚDIO

CAMISA VERDE E BRANCO

COMPOSITOR: IDEVAL ANSELMO

 

DESPERTA

ROSSINI E PUCCINI

A NOITE É SUBLIME

VENHAM PARA O NOSSO MUSICAL

O PALCO ESTÁ NO ASFALTO

SOPRANOS E CONTRALTOS

O LIRISMO NESTE CARNAVAL

MESTRE MOZART POR FAVOR, Ô Ô

NÃO ESQUEÇA DE TRAZER BIZET

 

EU QUERO VER CARMEM SAMBAR

AIDA EM DESTAQUE VAI BRILHAR

 

EU VOU DE CHINELO NOVO, EU VOU

E NÃO VOU PEDIR SOCORRO, NÃO NÃO

CAIO DENTRO DA FOLIA

VAI A NOITE VEM O DIA

OLHA NÓS AÍ DE NOVO

 

MADAME BUTTERFLY COM JEITO VAI

GIRA E NÃO CAI, PORTA-BANDEIRA

NESTA MULTIDÃO, AONDE ESTÁ TRISTÃO

ISOLDA A SUA PARCEIRA

VAMOS SACUDIR COM O GUARANI

NO AGITO DESTA BRINCADEIRA

E ASSIM O CHICO FOI ATÉ A LAPA BUSCAR

MALANDRO O TAMBORIM VAI TOCAR

SÓ ESPERAR VER NO QUE DÁ

ÓPERA NO MEU TREVO A GOTA D’ÁGUA

ERA SÓ O QUE FALTAVA

PARA O MEU RESUMO TERMINAR

 

É APOTEOSE CAMISA É NOBRE

EM VERDE E BRANCO

O ENCANTO FAZ SONHAR.

SINOPSE DO ENREDO
O Grêmio Recreativo
Autor: Alexandre Lousada

 

O paralelo entre uma Ópera e o desfile de uma escola de samba é perfeito. Para um desfile de escola de samba, uma trilha é composta e cantada por todos os figurantes - O Samba Enredo.

São confeccionados diversos figurinos para melhor representar o tema escolhido - As Fantasias. Os palcos de cada ato são esmeradamente armados por Serralheiros, Carpinteiros e Cenógrafos - Os Carros Alegóricos.

Após ensaios sucessivos, a peça é levada ao público que se emociona e curte todo o espectáculo. Portanto, o desfile de uma escola de samba nada mais é que uma grande ópera popular, só existente aqui em nosso país e que é apreciado por todo o mundo.

Introdução

A ópera nasceu na Itália nos fins do século XVI, numa tentativa de fazer reviver a elegância e a força simples da tragédia grega antiga, na qual as histórias de deuses e heróis eram contadas de forma fortemente dramática, com um coro atuando como comentador. Com o objetivo de liberar a música da complexidade renascentista e restaurar o espírito de pureza das peças gregas, um grupo de nobre italianos combinaram a arte da canção com o drama narrativo. Surgia então a Ópera.

Desde que Jacopo Peri escreveu "Dafne", a primeira Ópera que subiu ao palco em Florença em 1597, esta expressão da música, correu chão, se espalhou pela Europa e ganhou adeptos, tornando famosos nesta modalidade grandes nomes da música tais como: MOZART, ROSSINI, WAGNER, VERDI, BIZET, entre outros.

No Brasil, a Ópera ganhou nome através dos acordes de Carlos Gomes. Suas obras, "O GUARANI"e "O ESCRAVO"ocuparam lugar no espaço musical do mundo. No decorrer do tempo a música assim como a Ópera evoluíram aqui e no resto do mundo e nos brindaram com belos espetáculos como "Ópera do Malandro" e "Gota D'Água"de Chico Buarque de Holanda, sem contar com a Ópera dos Asfalto que o Brasil mostra ao mundo todos os anos: O DESFILE DAS ESCOLA DE SAMBA. E assim do palco ao asfalto, de lá para cá, somos todos iguais nesta noite compondo o cenário do espetáculo, nas árias e interlúdios desta nossa Ópera chamada CARNAVAL.

Canta, canta minha escola! Veste a camisa da Ópera transforma em palco, o asfalto e vem contar sua história. Viaja no tempo e no espaço o seu cantar feliz. Vem da Grécia, de feitos e heróis, o que um dia se fez canção, inspirando uma nova música, no lirismo das lendas de então. Faz renascer a Itália, de um tempo que o vento levou e ver florescer em Florença, no adeus à Renascença, os acordes e vozes dramáticas que um dia o passado cantou.

Vem pra avenida brilhando, em notas musicais despertando, os gênios das melodias e suas obras imortais. Fazer de Mozart, carnavalesco e enlouquecer de vez. Vem juntar a "FLAUTA MÁGICA"ao choro do cavaquinho, misturar o surdo e o pandeiro ao suave violino.

Abre alas pro Mestre Wagner, mostrar "TRISTÃO E ISOLDA"evoluindo no meio do povo. Hoje "AIDA"é destaque e Verdi faz a harmonia, "CARMEM"é passista faceira à frente da bateria, regida por mestre Bizet.Madame roda a bandeira, vestida de "BUTTERFLY", pro deleite de Puccini que na escola também sai.

Mostra o Brasil verdadeiro, o meu índio brasileiro, que Carlos Gomes invocou. "O GUARANI"é enredo, história de amor sem medo, do bravo guerreiro Peri. Traz a Lapa de Chico, dos cabarés e malandros e as noites do Rio Antigo, pra "GAROA"conhecer pois finalmente chega a hora de toda a nossa escola, mostrar o que sabe fazer. Na Ópera do asfalto errante, vem a Camisa deslumbrante, reviver seus carnavais. No palco onde pisa a arte eis o Gran Finale da desta, dessa Ópera que é nossa e ninguém imita jamais.

RESUMO DO ENREDO

Canta, canta minha escola!
Veste a camisa da Ópera, transforma em palco o asfalto e vem contar sua história
Viaja no tempo e espaço o seu cantar feliz
Vem da Grécia, de feitos e heróis,
O que um dia se fez canção,
Inspirando uma nova música,
No lirismo das lendas de então.
Faz renascer a Itália, de um tempo que o vento levou
E ver florescer em Florença, no adeus à Renascença,
Os acordes e vozes dramáticas que um dia o passado cantou.
Vem pra avenida brilhando,
Em notas musicais despertando,
Os gênios das melodias e suas obras imortais.
Fazer de MOZART, carnavalesco e enlouquecer de vez.
Vem juntar a "FLAUTA MÁGICA"
Ao choro do cavaquinho,
Misturar o surdo e o pandeiro ao suave violino.
Abre alas pro mestre WAGNER
Mostrar "TRISTÃO E ISOLDA"
Evoluindo no meio do povo.
Hoje "AÍDA"é destaque e verdi FAZ HARMONIA,
"CARMEM"é passista faceira à frente da bateria,
Regida pôr mestre BIZET.
Madame roda a bandeira, vestida de "BUTTERFLY",
Pro deleite de PUCCINI
Que na escola também sai.
Mostra o Brasil verdadeiro,
O meu índio brasileiro
Que CARLOS GOMES invocou.
"O GUARANI"é enredo,
História de amor sem medo,
Do bravo guerreiro Peri.
Traz a Lapa de CHICO, dos cabarés e malandros
E as noites do Rio Antigo prá "garoa"conhecer.
Pois finalmente chega a hora
De toda a nossa escola,
Mostrar o que sabe fazer.
Na Ópera do asfalto errante,
Vem a CAMISA deslumbrante,
Reviver seus carnavais.
No palco onde pisa a arte eis o Gran Finale da Festa,
Dessa Ópera que é nossa e ninguém imita jamais.

 

FANTASIAS


No h contedo para este opo.



MAIS INFORMAÇÕES SOBRE A.C.S.E.S. MOCIDADE CAMISA VERDE E BRANCO
HISTÓRIA | CARNAVAIS | HINO | CURIOSIDADES

 


:: SASP - SOCIEDADE DOS AMANTES DO SAMBA PAULISTA ::
WWW.CARNAVALPAULISTANO.COM.BR
SASP - UMA ENTIDADE COM DIFERENCIAL !!

Copyright ©2000-2016 | Todos os Direitos Reservados